Os estudantes do 1.° ano do curso de mestrado em Estudos Portugueses do Instituto de Estudos Ibéricos e Ibero-americanos da Universidade de Varsóvia anunciam a organização da segunda edição da conferência estudantil “Vozes nas Margens”.

CHAMADA DE COMUNICAÇÕES

Vozes nas Margens II

Culturas em Conta(c)to
encontros e desencontros no mundo lusófono

Curitiba, Lisboa, Luanda, Macau, Maputo, Praia e Salvador — são apenas algumas das cidades onde se cruzam várias culturas. Poderíamos dizer que elas pertencem ao grande mundo lusófono e, em teoria, estaríamos certos. Mas o que significa, na prática, o termo “lusófono” — termo sobre o qual se fala logo na primeira aula do primeiro ano de qualquer curso em estudos portugueses? Todos nós, estudantes de português, tentamos enquadrar estes países no mapa universal do mundo. Mas será possível fechá-los numa só definição? Será possível discutir o mundo “lusófono”, a sua grande diversidade, como se fosse um organismo heterog(êé)neo?

Aparentemente, parece que é constituído por três elementos: europeu, americano e africano. Mas se olharmos para o mapa, usando uma lupa, perceberemos que aparecem novos pontos: povos como os bakongo, os tupi-guarani ou os maconde, línguas como o quimbundo, o mirandês ou a macua, etc. Analisando a linha cronológica, apercebemo-nos que na Era dos Descobrimentos os europeus depararam-se não só com novas terras, mas, sobretudo, com novas culturas.

Nesta segunda edição das Vozes nas Margens, gostaríamos de observar o que acontece quando culturas muito diferentes entram em contato.

Como e em que medida este encontro influi na sua cultura material e espiritual? Será que muda tudo ou não muda nada? E como, diante dessas diferenças, um ser humano consegue encontrar a sua identidade?

No dia 8 de maio pretendemos organizar uma conferência que será um espaço para troca de ideias sobre todos os campos culturais e todas as culturas dos países de língua portuguesa que, ao longo do tempo, tenham estado em contacto. Interessa-nos particularmente a novidade e a originalidade da perspetiva do estudante de português. A diversidade de vozes na discussão é essencial para nós, portanto convidamo-vos a todos a intervir no nosso encontro.

Queremos desafiar as pessoas a apresentarem comunicações subordinadas às temáticas relacionadas com o cruzamento e/ou descruzamento da cultura dos países de língua portuguesa, ou seja, arte, crenças, costumes, práticas sociais, filosofia, língua, etc. Desejaríamos também incentivar a discussão sobre o próprio conceito de Lusofonia.

Na conferência poderão participar todos os estudantes de licenciatura, mestrado ou doutoramento. Cada participante terá 20 minutos para apresentar a sua comunicação. A língua de trabalho será o português.

Todos os interessados em participar deverão preencher a ficha de inscrição.

Contato:
conferencia.estudantil.uw@gmail.com

Datas importantes:
17.02 – Apresentação de comunicações
10.03 – Envio de informação sobre as comunicações selecionadas
08.05 – Realização da conferência